Se você é daqueles que sonha em ter um lar para chamar de seu, pode se preparar porque não vai faltar oportunidade para isso se concretizar neste ano. Isso porque as vantagens de investir em imóveis em 2020 serão muitas. E essa perspectiva vale tanto para quem quer comprar o primeiro apartamento como para quem vai ampliar o patrimônio.
O otimismo com a recuperação da economia do país já dá mais ânimo para o setor imobiliário. Isso faz com que o cenário comece a se desenhar como o ideal para investir em um negócio desse tipo. Por isso, vamos mostrar agora algumas vantagens de investir em imóveis neste ano.

Vantagens de investir em imóveis em 2020

Vantagens de investir em imóveis em 2020

As vantagens de investir em imóveis que você precisa conhecer

Reaquecimento econômico

Mesmo sem o país reverter totalmente a forte recessão econômica dos últimos anos, os últimos três meses de 2019 foram de crescimento para o mercado imobiliário, se comparado ao mesmo período de 2018. O volume de lançamentos aumentou 23,9% e o de vendas 15,4%. Conforme levantamento apresentado pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

PIB da construção

Após cinco anos consecutivos em queda, o Produto Interno Bruto (PIB) da construção civil encerra 2019 com crescimento de 2%. O fim do ciclo de retração neste setor foi anunciado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil de São Paulo (Sinduscon-SP). De acordo com a instituição, este avanço é puxado pelo consumo das famílias, seguido das atividades empresariais. Pelo levantamento, que também teve contribuição da Fundação Getúlio Vargas, nesse crescimento estão incluídos, principalmente, autoconstrução e reformas, serviços especializados para obras e infraestrutura.

Mais oferta de crédito

Além dos dados anteriores, o corte da Selic também trouxe novidades para quem busca aprovação de crédito junto aos bancos. A Caixa Econômica Federal, por exemplo, reduziu as taxas do crédito imobiliário. A instituição também lançou novas modalidades de financiamento imobiliário para o comprador se proteger da taxa de juros para prazos mais longos.

Fonte